• ROUPAS:
  • Os impactos decorrentes do descarte de roupas e retalhos percorrem toda a cadeia produtiva têxtil: desde o plantio do algodão (em virtude da grande quantidade de pesticidas, inseticidas e fertilizantes empregados para a obtenção da fibra e causa contaminação da água, do solo e da fauna) até a confecção da peça, além dos impactos derivados da comercialização e crescente consumismo.
  • Sob a ótica da sustentabilidade o ideal é reduzir o consumo, reutilizar e reciclar o máximo possível.
  • As roupas e tecidos em bom estado podem ser doados para projetos sociais e as peças danificadas podem ser encaminhadas para a indústria de transformação.